CORITIBA FOOT BALL CLUB

160x600 Escudo Errado Não
Elenco - Pablo Thomaz

11/06/2015 17:31:00 ( atualizada em 12/06/2015 10:58:14 )

Bodas de Ouro no Couto

Bodas de Ouro no Couto
Seu Nome:
Seu Email:
Mensagem:
Marque a opção abaixo

Casados há 50 anos, os coxas-brancas Maria Rosa e Raul, eternizam em fotos as Bodas de Ouro no Couto Pereira

Há 50 anos, no dia 12 de junho de 1965, Dia dos Namorados, Maria Rosa Zaninelli e Raul Zaninelli selaram com casamento uma união que perdura até os dias atuais. “Somos apaixonados até hoje e este dia permanece na nossa memória nestes tantos anos que estamos juntos”, disse Rosa. Para comemorar a data, o Coritiba, time que, durante todos estes anos, sempre contou com a torcida dos dois, presenteou-os com uma sessão de fotos no Couto Pereira.

“Posso dizer com muito orgulho que sou Coxa desde criancinha!”, destacou Raul depois de tirar fotos com os troféus do espaço Belfort Duart, no Alto da Glória. “A minha escola veio participar de uma confraternização aqui, em 1943, no Couto. Para mim foi uma coisa muito marcante, me deixou muito deslumbrado”, lembrou. E 22 anos depois, em 1965, Raul dizia “sim” para a mulher que seria sua esposa. Por sorte, coxa-branca também.

“Depois do nosso casamento ficamos mais coxas-brancas ainda. Os nossos três filhos também”, destacou Rosa. “Sofremos, rimos, choramos junto com o Coxa”, completou. Juntos, os noivos costumavam acompanhar o Coritiba pela antiga curva da Mauá. Hoje, assistem do setor social. “A gente vem junto, principalmente quando é Atle-Tiba. Aí a vitória é dobrada”, contou. Foi um dos três filhos do casal que teve a ideia de fazer uma sessão de fotos do casal  na casa do Coxa, uma forma de eternizar o momento.

Ele entrou em contato com o clube que, de portas abertas, presenteou os noivos que comemoram as Bodas de Ouro nesta sexta-feira (12), com o cenário das fotos. O resultado será uma mistura de amor matrimonial com amor de torcedor coxa-branca. “Ele quis nos fazer uma surpresa. Quando disse que era no Couto, pensei que não poderia ter coisa melhor. Ele nos presenciou com toda essa emoção que estamos passando hoje”, disse Rosa.

Depois de muitos flashes pelas arquibancadas do Couto, Raul relembrava da antiga casa do Verdão. “Passou por muitas transformações. Eu lembro de quando eu assistia ao Coxa jogar em um tablado de madeira, chamávamos de “geral”, com as duas torcidas juntas, não tinha briga nem nada.  Dava pra assistir o jogo junto com o adversário”, contou. Jogadores como Jairo, Fedato, Miltinho, Flecha Loira, Pachequinho e Alex, são considerados ídolos do casal.

Vestidos com a camisa do Coxa, personalizadas com o nome de cada um, em meio a tantas lembranças, troféus alviverdes, sorrisos e olhares apaixonados, Maria Rosa e Raul lembraram de quando se conheceram, em 1961. Foi o sorriso de Rosa que encantou Raul. E Rosa, se encantou com a seriedade e respeito do atual esposo. Depois de um ano de namoro, sem nem segurar as mãos um do outro, “porque antigamente era assim”, quatro anos de noivado e 50 de casamento, o casal já sonha com a próxima boda.

“O casamento é composto por três R’s”, poetizou Raul. “Respeito, responsabilidade e renovação”, disse. “E, claro, da fé inabalável no nosso criador”, completou Rosa, ao tentarem explicar a base de um casamento tão duradouro. “Deus é o suporte da vida das pessoas, dos casais. A gente lamenta porque hoje os casais não ficam tanto tempo juntos”, terminou. Depois de eternizarem o momento, a festa continua no restaurante ao lado do Couto e com renovação de votos, assim como fizeram há 25 anos, nas bodas de prata.

Confira, a seguir, o bate-bola feito pelo casal e as fotos dos bastidores da sessão de fotos do casal coxa-branca.

Maria Rosa:

Comida preferida: Churrasco
Lugar ideal: Com a família
Significado de Raul: Preenche todos os requisitos como esposo, como pai, companheiro, é uma pessoa completa pra mim.
Família: É tudo na vida. Meus filhos são lindos, maravilhosos, só nos deram alegrias.
Cor: Verde
Sonho: Ir visitar meu filho no EUA, que há 16 anos eu não vejo.
Casamento: Conhecimento no dia a dia, todo dia tem algo que você tem que refletir, ceder, pra que seja completo.
Coritiba: Nota 1000, sou Coxa, sou Coxa, sou Coxa. Ganhou, perdeu não importa. Meu Coxa sempre está no Alto da Glória.

Raul:

Comida preferida: Massas
Lugar ideal: Curitiba
Significado de Maria Rosa: Tudo de bom pra mim
Família: É coisa séria e é muito bom
Cor: Branco (porque minha esposa já falou verde. Somos coxas-brancas!
Sonho: Acompanho o sonho da minha esposa.
Casamento: Responsabilidade, renovação e respeito
Coritiba: Tirando a família e Deus, que nos abençoa e sustenta, é tudo.

O Coritiba deseja a todos os casais coxas-brancas um feliz Dia dos Namorados e que em breve todos possam comemorar ainda mais como o casal desta matéria!